14 maio 2013

Resenha: Livro - Como treinar o seu dragão por Soluço Spantosicus Strondus III

Olá mais uma vez! E a minha promessa de um post por semana segue viva! haha. Bom hoje vim trazer a resenha desse livro maravilhoso! Foi um livro que amei, me emocionei e recomendo para todo mundo, independentemente da idade e da preferência de leitura. É muito divertido e gostoso de ler, até para quem não tem o hábito ~eu~. Abaixo deixo fotos do livro (muito lindo) tiradas por mim e uma resenha feita por Biel, Skoob.








A inusitada série de Cressida Cowell nos presenteia com uma leitura agradável e original de um mundo fascinante: o dos dragões. Estas criaturas são representadas de modo deslumbrante através de uma trama formidável. Soluço Spantosicus Strondus III é o protagonista nada heroico desta aventura, que passa por maus bocados tentando mostrar que é “útil”. Para ingressar como verdadeiros membros da tribo dos Hooligans Cabeludos, 10 garotos vikings (incluindo Soluço) devem passar por um teste de iniciação: deverão treinar seus dragões (que são pegos ainda pequenos) para mostrar que estão aptos a ingressar na tribo ou serão exilados para sempre. O destino de Soluço muda quando descobre que seu dragão é banguela e além disso “estranhamente minúsculo”. 

“As coisas já não pareciam tão boas. Ali, enrolado e adormecido no fundo da cesta, formando um nó de dragão estava talvez o mais comum dragão comum que soluço já tinha visto na vida. Na verdade, a única coisa extraordinária sobre aquele dragão era como ele podia ser tão excepcionalmente PEQUENO. Isso sim era admirável.” Página 50.

Além de muito pequeno o dragão (que passou a ser chamado Banguela) é excepcionalmente obstinado e não respeita os comandos de seu dono. Para manter sua dignidade viking, Soluço precisa ensinar Banguela do modo mais difícil, e isso pode ser perigoso. Foi então que seu destino de herói começou a ser traçado. Um filme inspirado no livro foi lançado em 2010, digo “inspirado” pois a estória é totalmente diferente(só são usados alguns nomes e focos principais na trama cinematográfica).

A obra merece nota máxima nos quesitos: organização, originalidade e humor. Além de todos os aspectos positivos é repleto de ilustrações muito bem tecidas e congregadas à estória. Não obstante, as pobres “mulheres” são esquecidas do enredo promissor e cômico de “Como treinar o seu dragão” muito embora este fato não traga significativas alterações no conteúdo da brilhante obra. Após a conclusão do livro ficamos sedentos por uma continuação que de fato existe no livro “Como ser um pirata”. Enfim, é um livro indicado para todos os públicos que se sintam apetecidos por uma estória calorosa e instigante.


Beijoss:*
E aí, ficaram com vontade de ler? Se já leu, me conte o que achou também :D